POSTS

Minha palavra de Ano Novo

Minha palavra de Ano Novo

Resiliência. Palavra gasta, sapato velho. Gasta como esperança nos cartões de Natal. Gasta como empatia, homeopatia aos dias. Gasta como a gratidão dos hipsters. Afinal de contas, resiliência?

Read more
Dezembro: café com calma e ruas nevadas

Dezembro: café com calma e ruas nevadas

Enviei a newsletter de dezembro, café com calma e ruas nevadas. Conto sobre a entrevista a pesquisadoras no Hunter College sobre poesia, compartilho artigos, convites para eventos e cursos no início de 2018.

Read more

PARA QUEM ESCREVE

Três ideias para começar a redigir uma crítica

Três ideias para começar a redigir uma crítica

Escrevo para quem pretende elaborar uma crítica sobre romances, contos, poesia. A árdua tarefa da crítica literária. Quem se prepara para fazer um artigo, um post caprichado, uma resenha extensa, uma pesquisa.

Ritmo é o que finca o poema no coração das pessoas

Ritmo é o que finca o poema no coração das pessoas

Comentarei dois artifícios simples: o refrão e a anáfora. São boas ideias para se escrever poesia hoje. Comentarei "O corvo" de Edgar Allan Poe nas traduções da revista Escamandro, um poema de Roberto Piva e um poema meu, "campos de lua"

Follow on Feedly